Espetáculos

História

Desde 2009 que a Associação Vale d’Ouro tem organizado este certame tendo sempre em mente o seu contínuo alargamento, quer em espectadores quer em grupos de teatro participantes.  

A história deste evento escreve-se nos últimos sete anos através de números significativos. A média de espectadores ronda os 100 por espetáculo tendo já sido produzidos para este certame 42 eventos que ofereceram aos espetadores mais de 75 horas de teatro. Entre estreias absolutas e produções montadas exclusivamente para este certame estima-se que da mais de dezena e meia de companhias que passaram pelos palcos destra mostra estejam envolvidas cerca perto de 400 pessoas entre atores, técnicos e direção técnica e artística.

Hoje a Mostra de Teatro do Douro da Associação Vale d’Ouro marca o ritmo da produção teatral na região, com entidades gestoras de espaços e grupos de teatro a manifestar interesse em participar no evento. Apesar da existência de certames similares na região, este é o único com a particularidade de desde 2010 visitar diversos palcos e muitas vezes, no verdadeiro espirito do teatro amador, para públicos com parco acesso à cultura, melhorar e adaptar instalações preparadas para outros fins.

Em 2017 a rota da magia percorre uma vez mais o vale do Douro.

Cartaz 2009  |  Cartaz 2010  |  Cartaz 2011  |  Cartaz 2012  |  Cartaz 2013  |  Cartaz 2014  |  Cartaz 2015  |  Cartaz 2016



Formato

Este certame é composto pela realização de espetáculos de teatro em diversos concelhos da região do Alto Douro Vinhateiro durante aproximadamente um mês.

O convite às localidades para integrarem a rede de espetáculos tem em conta a oferta cultural e o acesso a espetáculos, privilegiando-se os casos em que este evento representa uma significativa mais-valia contribuindo para a diversificação das opções culturais. Por outro lado, procura-se a máxima dispersão geográfica possível pelo Vale do Douro conferindo-lhe o caráter regional pretendido.

O festival contribui ainda para a preservação, valorização e divulgação do património cultural da região bem como estimula a produção de texto dramático em português, muitas vezes original.

Este é um evento que é atualmente sustentável no plano económico-financeiro beneficiando das permutas entre os diversos grupos de teatro, das parcerias com as entidades da região, Juntas de Freguesia e Câmaras Municipais, estas últimas com um preponderante papel ao nível de apoio logístico ao evento e os apoios de algumas entidades nacionais onde se destaca a Direção Regional de Cultura do Norte (apoio à edição de 2017 não confirmado) e a Fundação INATEL (que em 2017 não apoia o evento).




Missão

A Mostra de Teatro do Douro é um evento que contribuiu ativamente para a definição institucional da entidade que o promove, a Associação Vale d’Ouro, bem como para a diversificação da oferta cultural existente na região, em particular na área do teatro promovendo o intercâmbio entre os diversos intervenientes.

Se os objetivos gerais e específicos, relacionados com a arte teatral se mantém sensivelmente inalterados ao longos dos últimos anos, sobretudo por se considerar que o trabalho artístico e criativo estará sempre inacabado e anualmente se renova num crescendo de qualidade, no plano institucional são revistos os objetivos que até aqui têm presidido a execução desta atividade.


Desta forma, este evento pretende atingir os seguintes objetivos gerais:

  • Contribuir para a diversificação da oferta cultural na região do Vale do Douro;
  • Criar uma rede de espetáculos integrada num projeto comum de divulgação da atividade teatral e dos grupos da região;
  • Apoiar a construção de agendas culturais através da realização deste certame;
  • Preservar o património cultural e etnográfico presente nas produções dos grupos de teatro participantes;
  • Permitir a divulgação do trabalho desenvolvido pelas entidades da região numa iniciativa concertada e de dimensão relevante;
  • Potenciar novos contactos entre os grupos de teatros, as entidades e os espectadores.

A organização da Mostra de Teatro do Douro acredita QUE se verifica atualmente um fenómeno de rede em torno deste evento e dos espetáculos de teatro para a qual esteve evento terá contribuído. É ainda notária uma aproximação global das várias entidades e um conhecimento mais alargado, por parte das entidades promotores, neste caso autarquias, dos diversos produtos culturais desenvolvidos pelas associações, sejam teatro ou outro tipo de manifestações.